Um pouco da nossa história...

Alldeia surgiu em 2008 na cidade de Alegre, no sul do Espirito Santo, quando Thiago Soares convidou alguns amigos para uma proposta musical mais regionalista, fazendo música de entretenimento e informação. Ao mesmo tempo que elas abordam questões étnicas, sociais, também falam sobre as belezas naturais da Região do Caparaó, dominada pela exuberante mata atlântica, cheia de montanhas, vales e cachoeiras de água cristalina. Essa beleza foi a maior fonte de inspiração para o primeiro álbum da banda, intitulado “Gaia Vive”, contemplado em edital da Secretaria de cultura do estado e lançado em 2012, faz referência a Mãe Terra, que mesmo diante da ação predatória humana, continua viva!

Alldeia então criou e consolidou uma identidade regional, sendo intitulada “O Reggae das Montanhas do Caparaó” - remetendo a um som diferenciado, já que boa parte das bandas de reggae são litorâneas – e então alçou voos maiores, se apresentando em grandes palcos como o do Festival de Alegre, Feira do Verde de Guaçuí, Festa de emancipação política de vários municípios, shows em Minas Gerais e Rio de Janeiro e diversas casas de shows.

As músicas do álbum Gaia Vive rodaram o Brasil com o apoio de páginas do movimento reggae, redes sociais, rádios, TV, vídeo-clipes, etc. Destaque para o videoclipe da música “Minha Menina” que foi uma produção independente com roteiro criado pela própria banda e que já ultrapassou  100 mil visualizações no Youtube. A música “Praias e Cachoeiras” também se tornou um lema do Caparaó, já que a região é cercada por lindas cachoeiras e a música fala dessa interação das pessoas que por vezes preferem a calmaria da água doce à agitação das praias.

Em 2017, Alldeia desce as montanhas para o litoral e lança um novo single com vídeo clipe: “Sol Poente” gravado nas praias de Itaóca e Itaipava com algumas cenas em Patrimônio da Penha (Região do Caparaó Capixaba) 

Em 2018, Alldeia recebeu homenagens pelo seu trabalho, como no projeto Reggae na escola que foi realizado na UMEF Leonel Brizola, em Vila Velha-ES, intitulado “Alldeia Leonel” onde professores e estudantes usaram letras da banda e reproduziram artes do encarte do álbum “Gaia Vive” para a conscientização ambiental de toda comunidade, fato que foi recorrente também em outras escolas locais. Reconhecendo assim a importância dos serviços prestados, tanto sociais quanto musicais a favor do cenário da região, a Câmara Municipal de Alegre condecorou a banda com uma Moção de Agradecimento e Aplausos no final do mesmo ano. Durante 2018 ainda, a Alldeia voltou ao estúdio de forma independente para gravar seu segundo álbum, que trará novos conceitos referente as letras e suas melodias, mas sem deixar a fusão de ritmos que sempre agradou muito aos fãs de seu primeiro CD. 

Com lançamento previsto para 2019/2020, esse novo álbum cheio de inovações conta com um forreggae, uma faixa voltada para o Sound System produzida em um aparelho celular mostrando as possibilidades de produções para artistas novos que por vezes se prendem a preocupações de gravar em grandes estúdios, algumas músicas mais introspectivas, músicas alegres, além das que emitem mensagens de superação e força. Mesmo com essas novidades, o CD não deixará de lado o seu reggae regional e o conceito de luau, uma característica marcante da banda. 

No lançamento do primeiro single do álbum “Resiliente”, os fãs já terão acesso ao combo, a faixa “Eu Vou Lá Na Penha” acompanhada do  vídeo clipe gravado no 8º Festival Holístico de Artes Cósmicas, evento idealizado e realizado pela própria banda, que ocorre aos pés da montanha sagrada como é conhecido a Serra do Caparaó. Contando com a participação especial do cantor e artista local, o “Flavinho do Caparaó”, o clipe faz referência a algumas memórias da banda em Patrimônio da Penha quando se divertiam nas cachoeiras e nas noites frias de inverno, ao redor da fogueira que aquecia a alma e ascendia a chama de novas composições, além de restaurar a vontade de continuar a fazer música com a brisa do litoral e o espírito da montanha!

Gratidão por nos acompanhar até aqui!

Família Alldeia